Artigos da categoria » Receita da Semana
30 mar 2012

Escondidinho de Bacalhau

Para deixar a Semana Santa ainda mais gostosa, vamos aprender uma receita fácil e prática com a delícia do mar gelado da Noruega, o Bacalhau.

 

Ingredientes
3 colher(es) de sopa manteiga
900 g saithe tipo bacalhau
600 ml leite de coco
1200 ml leite
3 kg mandioca
2 tomates médios
1 cebola média
sal

Modo de Preparo

Mandioca
- Descasque a mandioca e coloque para cozinhar.
- Depois de cozido, esprema e volte para o fogo misturando a manteiga, o leite de coco, o leite e o sal.
- Reserve.

Preparo do Bacalhau
- Deixe o bacalhau de molho em água por 24 horas, trocando a água 6 vezes.
- Escalde e escorra o bacalhau, retirando a pele e as espinhas.
- Pique a cebola e o alho e refogue no azeite.
- Misture o bacalhau e os tomates.
- Junte a salsinha e deixe refogando por 10 minutos.

Montagem do Prato
- Unte um refratário com manteiga e cubra com metade do purê.
- Recheie com o bacalhau.
- Por cima, espalhe o restante do purê.
- Cubra com uma mistura de 200 g de farinha de rosca 200 g de queijo meia-cura ralado
- Leve ao forno para gratinar por 15 minutos.
Rende 6 porções.


Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
08 mar 2012

Cupcake

Aprenda a fazer aquele minibolo delicioso, prático e irresistível que vem roubando a cena em festas de aniversário, casamentos, entre outros.

Ingredientes

Massa

250 g de farinha de trigo
8 g de fermento em pó
65 g de manteiga
65 g de óleo
3 g de sal
225 g de açúcar
2 ovos
125 ml de leite
3 ml de essência de baunilha
175 g de nozes, ou frutas, ou chocolate picado

Merengue

200 g de clara de ovos (mais ou menos 7 unidades)
400 g de açúcar

Modo de preparo

Massa

Junte a manteiga, em temperatura ambiente, com o açúcar em uma bowl (tigela ou recipiente redondo) e mexa com uma colher de pau até virar um creme, adicionando o óleo aos poucos.

Já com o creme feito, misture os ovos e depois os ingredientes secos (farinha de trigo e fermento em pó) e o leite. Mas sem mexer muito, apenas 2 vezes.

Em seguida, acrescente o sabor desejado (nozes, chocolate ou da sua preferência) e mexa mais umas 4 ou 5 vezes. Não tem problema se a massa ficar com grumos. É até melhor para não esfarelar na hora de comer.

Por último, coloque a massa em uma forma de muffin usando forminhas de papel dentro de cada espaço, leve o tabuleiro ao forno a 180 graus e deixe assar por uns 25 minutos.

Merengue

Misture o açúcar com a clara e leve ao fogo médio por 2 minutos. Ou aqueça a mistura a uma temperatura de 50 graus, ou até que seja possível botar os dedos sem se queimar. A seguir, bata na batedeira até esfriar e formar bicos.

Montagem do Cupcake

Com a massa fria, cubra cada minibolo com o merengue. Você pode usar diversas cores com corante alimentício. Depois, jogue por cima granulado, chocolate, biscoito, enfim, solte a imaginação e crie as mais variadas decorações.

Bom apetite!

Fonte: Receitas.com

Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
25 jan 2012

Merluza Austral

Mais uma novidade Big Lar, a Merluza Austral é um pescado nobre encontrado nas águas frias e profundas do sul do Chile. Possui uma textura firme e carne branca, que se solta delicadamente em flocos semelhante ao bacalhau. Estas características unidas ao seu sabor o tornam uma das preferidas em muitos mercados, especialmente o espanhol e o português.

Rendimento: 4 porções

Ingredientes
Filé de Merluza Austral – 600g
Macarrão cabelo de anjo – 100g
Ervas frescas variadas (tomilho, sálvia, alecrim e salsa) – 50g
Milho ralado e peneirado – 350g
Milho cozido em grão – 100ml
Pimenta do reino branca – 80g
Sal a gosto
Azeite de oliva – 100ml
Alface – 1 maço

Modo de Preparo
Corte a Merluza Austral em quatro porções, tempere com sal e pimenta e reserve. Junte os grãos de milho ao milho ralado, quebre com as mãos o macarrão e junte ao milho. Tempere a gosto e frite em azeite no fogo médio.
Cozinhe no vapor ou poched os filés de peixe. Junte ao restante do azeite as ervas picadas e tempere com sal e pimenta. Sirva o peixe com as galletas e regue com o azeite de ervas.

Fonte: Chef Marcelo Fernandes (Unilever)

 

Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
22 dez 2011

Sobremesa de Natal – Rabanada Recheada

Essa delícia de origem Portuguesa é presença confirmada nas ceias de final de ano nas mesas Brasileiras. E o Blog Big Lar buscou uma receita diferente pra você prepará-las com recheio. Delicie-se!

 

Ingredientes

  • 1 pacote de pão de forma sem casca (com 20 fatias)
  • 200 g (1 xícara de chá) de leite condensado cozido por 40 min na pressão ou doce de leite pronto ou 200 g (1 xícara de chá) de goiabada derretida
  • 100 g de queijo meia cura ralado grosso para polvilhar
  • 1 litro de leite
  • 1 colher (sopa) de açúcar para misturar no leite
  • 6 ovos inteiros batidos
  • Óleo para fritar
  • 3 xícaras (chá) açúcar misturado com 2 colheres (sopa) de canela para passar as rabanadas

 

Modo de Preparo

Espalhe 1 colher (sobremesa) de doce de leite ou goiabada amolecida e o queijo sobre uma fatia de pão. Cubra com a outra fatia e aperte delicadamente as bordas para colar.

Passe no leite com o açúcar. Depois nos ovos batidos. Leve para fritar em óleo quente. Coloque sobre papel-toalha, depois passe pelo açúcar com canela. Se preferir, você pode comer sem passar no açúcar com a canela.

 

Dica Light

Você pode deixar a rabanada mais light usando leite condensado light, goiabada light, leite desnatado e ovos com menos colesterol.

 

Origem da rabanada

A rabanada é um doce de origem portuguesa que costumava ser servido na ceia de Natal. O prato recebe nomes diferentes em outros estados do Brasil.

Fonte: Receitas.com

Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
21 dez 2011

Você realmente conhece Bacalhau?

Para que você tenha o legítimo Bacalhau na sua mesa, o Blog Big Lar mostra de onde vem o legítimo Bacalhau.

Para começar o Bacalhau não é um peixe, e sim o resultado de um processo de salga e secagem do peixe. As espécies de peixes utilizadas para o autêntico Bacalhau, e que são exportadas para o Brasil, são todos da família Gadidae como o Cod Gadus Morua e o  Ling (Molva Molva). Veja abaixo as figuras:

Morhua (Cod Gadus Morhua)

Ling (Molva Molva)

 

No Brasil o nome “Porto” passou a identificar o bacalhau de melhor qualidade. Era o bacalhau que vinha da Cidade do Porto (Portugal), e era comercializado no porto das capitais do Rio de Janeiro e Salvador. Na verdade, o bacalhau é de origem Norueguesa, visto que os peixes desta família não se reproduzem nas águas do mar de Portugal.

 

Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
09 dez 2011

Bacalhau Pantaneiro

Deliciosamente criada para a nossa região, essa receita é uma dica da Norge Bacalhau da Noruega que você encontra no Big Lar.

Ingredientes:

  • 1k de Bacalhau Cod Gadus morhua, dessalgado, sem peles e sem espinhas
  • 100ml de azeite para besuntar o bacalhau
  • 2 mangas Tommy
  • 2 bananas da terra em cubinhos
  • 200g de farinha de mandioca
  • 100g manteiga com sal
  • Óleo para fritar as bananas
  • 100ml de azeite
  • 1 litro de leite de coco
  • 1g de cebola picada
  • 100g tomate
  • 100g de pimentões verde, vermelho e amarelo, picados
  • 50g de alho picado
  • 1 xícara (chá) de ervas frescas (salsa, coentro, chicória)
  • 4 folhas de taioba
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 500g de mandioca
  • 60g de manteiga para dourar o aipim
  • 2 colheres de coentro para decorar o aipim

Modo de Preparo:

Besuntar o bacalhau no azeite. Reservar.

Cortar as folhas de taioba em Juliana (tiras finas)

Fritar os cubinhos de banana em óleo.

Derreter a manteiga, torrar a farinha, acrescentar as bananas fritas. Acertar o sal.

Derreter a manteiga destinada à mandioca e passá-la, já cortada, em bastões para dourar. No final, acrescentar o coentro.

Aquecer o azeite, dourar a cebola, o alho, os pimentões, a taioba e o tomate. Acrescentar a manga cortada em cubos e deixá-la ser envolvida no azeite e nos temperos. Adicionar o bacalhau. Deixar cozinhar por sete minutos. Acrescentar o leite de coco e deixar reduzir por mais cinco minutos, mexendo sempre para não grudar no fundo da panela. Adicionar as ervas frescas e apagar o fogo, deixando a panela tampada por três minutos.

Servir com a mandioca dourada e com a farofa de banana.

Tempo de preparo: 60 minutos

Rendimento: 4 porções

Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
20 out 2011

Yakimeshi – Arroz temperado à moda oriental

O Yakimeshi é o famoso arroz colorido temperado à moda oriental. O prato é de preparo simples, porém muito saboroso. Vale a pena experimentar essa delícia oriental. Confira a receita:

Gostou? Compartilhe!

  • TwitThis
  • del.icio.us
  • ueba
  • Compartilhe no Orkut
  • Google
  • Google Buzz
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Imprimir post!
Páginas 12345